segunda-feira, 6 de março de 2017

FESTIVAL DO CONTRABANDO: UMA VIAGEM NO TEMPO NAS MARGENS DO RIO GUADIANA


UMA VIAGEM NO TEMPO NAS MARGENS DO RIO GUADIANA

De 24 a 26 de março, Alcoutim e Sanlúcar de Guadiana (Huelva) recuperam uma tradição que marcou a vida dos povos da zona fronteiriça de Portugal e Espanha e transformam-na numa iniciativa cultural destinada a animar todos os públicos e a ambos os lados da fronteira: o Festival do Contrabando.

O programa realiza-se este ano pela primeira vez e pretende ser muito mais que um festival. É uma ótima oportunidade para apreciar o património natural que se pode desfrutar nas duas margens do rio Guadiana, através de inúmeros caminhos, miradouros e da tirolesa transfronteiriça de Alcoutim (única no mundo), que há anos foi um lugar inóspito que os contrabandistas desafiavam de dia e de noite. Em memória daqueles dias e gentes, Alcoutim e Sanlúcar serão o cenário deste Festival que pretende transmitir esta herança cultural e natural em comum, recriando a vida quotidiana dos anos 30 e 40. O evento conta ainda com animação de rua, desfiles, oficinas, exposições, música artes e ofícios e concertos. Uma programação que permitirá ao visitante viajar no tempo e descobrir uma forma de vida que marcou a zona e as populações separadas e simultaneamente unidas pelo rio Guadiana.

O Festival do Contrabando tem como ingredientes um cenário natural único, dois destinos, dois países e uma contínua animação cultural. No programa destaca-se uma atração única que apenas se poderá viver nestes dias: atravessar através de uma ponte pedonal o rio Guadiana, fronteira natural entre Portugal e Espanha.

Esta iniciativa enquadra-se no programa cultural 365 Algarve, que tem vindo a promover mais de mil espetáculos e atividades culturais desde o outubro de 2016 até maio deste ano, e conta com a organização da câmara municipal de Alcoutim. Porque no Algarve todos os dias contam!