sexta-feira, 8 de abril de 2016

O ATLETA MAIS MEDALHADO DO MUNDO DÁ TREINO ABERTO À POPULAÇÃO EM QUARTEIRA




Lenine Cunha é o primeiro convidado do projeto “Vem treinar com”, projeto criado pela Câmara Municipal de Loulé, que convida referências do desporto nacional e internacional a darem um treino gratuito e aberto a toda a comunidade. O evento terá lugar dia 14 de abril, com início marcado para as 20h30, e o ponto de encontro será o Largo do Centro Autárquico de Quarteira.

Lenine Cunha, o português que mais vezes fez soar “A Portuguesa”, é o atleta com mais medalhas no mundo com 182 medalhas internacionais conquistadas (apenas em Campeonatos da Europa, do Mundo e Jogos Paralímpicos). É recordista europeu e mundial no Triplo Salto, recordista mundial no Pentatlo e Heptatlo e medalha de bronze nos Jogos Paralímpicos Londres 2012. São 55 medalhas de prata, 77 de ouro e 50 de bronze.

Lenny, alcunha como é conhecido a nível nacional e internacional, é atleta paralímpico e tem uma história inspiradora capaz de transcender a superação humana: nasceu uma criança saudável, contudo a sua história de vida teve um grande reverso de medalhada quando aos 4 anos de idade teve um ataque súbito de meningite. A rápida intervenção da sua mãe foi crucial para que as sequelas não fossem tão nefastas, mas mesmo assim, perdeu a memória, perdeu a fala, perdeu capacidades auditivas e de visão, do seu lado esquerdo, e teve que aprender tudo de novo. Foi derivado a esta situação que começou a praticar desporto aos 6 anos de idade. Como estava muito atrasado no seu desenvolvimento cognitivo, em comparação com os outros meninos da sua idade, a sua mãe decidiu que o melhor para ele seria praticar desporto na tentativa de melhorar o seu desenvolvimento, não só cognitivo como motor. E assim começou a praticar atletismo.

Aos 15 anos entrou para elite da alta competição e a partir dai sentiu que esse seria o seu propósito de vida: inspirar outras pessoas com a sua história de vida e com os seus feitos pessoais e profissionais.

Em 2014 foi nomeado pela Federação Internacional para Atletas com Deficiência Intelectual (INAS) para o Galardão de Melhor Desportista do Ano, podendo ser comparado à Bola de Ouro no Futebol.

Já garantiu a sua qualificação para os Jogos Paralímpicos do Rio de Janeiro em 2016 e o seu principal objetivo é chegar às 200 medalhas internacionais.