segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

“O Grande Naufrágio” é o tema do corso “PIRATARIA” INVADE CARNAVAL DE LOULÉ 2016




Nos dias 6, 7 e 9 de fevereiro, a cidade de Loulé recebe o mais antigo corso carnavalesco do país, num desfile de três dias que este ano terá como tema “O Grande Naufrágio”, em que os piratas serão os grandes protagonistas. Às 15h00, na Avenida José da Costa Mealha, 14 carros alegóricos desfilarão, numa sátira política verdadeiramente imperdível, onde as escolas de samba, os grupos de animação em representação de algumas coletividades do Concelho, cabeçudos, gigantones, entre outros, levam ao “sambódromo louletano” cerca de 700 figurantes.


Sátira política       
As figuras da política e do desporto e os casos que marcam a atualidade são os protagonistas dos desfiles fruto do trabalho e da grande inspiração dos criativos do Carnaval louletano. A fantasia e a imaginação dessa equipa levar-nos-ão ao mundo da pirataria, onde personagens de todos os quadrantes políticos tomarão de assalto esta festa popular. O Capitão António “Gancho” Costa surge ao leme de um barco pirata cor-de-rosa, de espada em punho, tal como o Capitão Pedro “Gancho” Passos Coelho, que durante quatro anos foi o terror dos mares, e agora se encontra à deriva.

Em embarcações de dimensões mais reduzidas surgem mais dois piratas que darão apoio ao Capitão António “Gancho” Costa. São eles Jerónimo de Sousa e Catarina Martins que, de olhos bem abertos, fitam o horizonte, muito atentos a tudo o que se passa nas águas lusas.

Já no barco presidencial, o Capitão Marcelo Rebelo de Sousa, é acompanhado no mar por Maria de Belém, uma das suas opositoras nesta corrida a Belém, pelo atual Presidente da República, Cavaco Silva, e pelos ex-Chefes de Estado, Jorge Sampaio e Mário Soares, todos dentro de barris que boiam nas águas eleitorais.

Sátira desportiva
No desporto, o “rei” Cristiano Ronaldo, uma presença assídua deste Carnaval, volta a estar em destaque no corso algarvio. No carro da Bola de Ouro da FIFA, que é liderado por Lionel Messi, o português, acompanhado pela mãe e pela ex-namorada Irina Shayk, continua bem posicionado para a conquista da quarta Bola de Ouro, embora a não tenha ganho como gostariam os seus fãs. Ainda no mundo futebolístico, o selecionador Fernando Santos vai de limusine, com direito a champanhe e mala Chanel, até França onde Portugal participa este ano no Europeu de Futebol.
Também o Zé Povinho, figura incontornável da sátira, é chamado a tripular um carro rumo ao “Tour de France”.

Homenagem ao Professor José Baptista
Em jeito de homenagem, o desfile conta também com uma carro dedicado ao Professor José Baptista, artista plástico que durante anos colaborou na organização deste Carnaval. Desenhador, ilustrador, designer gráfico, José Baptista foi uma figura incontornável da vida artística louletana e da história deste corso.
Estas são apenas algumas das sátiras que quem visitar Loulé nestes dias poderá assistir. A folia, animação, boa disposição e qualidade artística estão garantidas.

Escolas de samba
As escolas de samba serão outros dos outros pontos de animação deste corso e, este ano, estarão presentes a Escola de Samba “Vai quem quer” de Estarreja (dia 6), Escola de Samba “Tribal” (dia 6), a Escola de Samba “Independentes da Vila” (dia 6), a Escola de Samba Paraíso Tropical de Penafirme da Mata (dias 7 e 9), a Escola de Samba Vila Régia (dias 7 e 9) e a Escola de Samba “Os Cariocas” (dias 7 e 9).

A Autarquia vai disponibilizar novamente o espólio de fatos e de adereços de Carnaval aos cidadãos, possibilitando que todas as pessoas possam entrar na folia vestidos a rigor. O aluguer dos fatos de Carnaval poderá ser feito na Loja de Carnaval, situada na Praça da República, que funcionará a partir de 22 de janeiro.

A Câmara Municipal reafirma o apelo:
“Venha ao Carnaval de Loulé e divirta-se à grande e à louletana!”.
Os bilhetes têm um preço de 2 euros.

O mais antigo Carnaval de Portugal, sempre solidário.
A criação do "Carnaval Civilizado" em Loulé data de 1906 e teve como principal mentor José da Costa Guerreiro. O primeiro Carnaval de Loulé saldou-se num êxito e ficou marcado pela realização de um Bodo aos pobres já que a receita desta festa foi aplicada na sua totalidade para satisfazer pessoas necessitadas. As componentes artísticas e festivas, aliadas aos fins de beneficência, sempre nortearam os festejos do Carnaval de Loulé.

Em 1977, o evento profissionalizou-se e passou a ser organizado pela autarquia, que, reeditando a tradição inventada por José da Costa Guerreiro, foi introduzindo-lhe diversos melhoramentos, nomeadamente a temática dos corsos, a construção de carros alegóricos de grandes dimensões, os grupos de foliões, os artistas convidados e os bailes. Com o tempo, o Carnaval de Loulé constituiu-se num cartaz turístico da região do Algarve, e em particular de Loulé, atraindo milhares de turistas.

No ano em que o Carnaval de Loulé assinala 110 anos de existência, a Câmara Municipal de Loulé volta a associar este corso a causas solidárias já que as receitas arrecadadas com a bilheteira serão atribuídas a instituições e a projetos sociais. “Essa é uma tradição que foi retomada, que se prende com o espírito que esteve presente na primeira edição do Carnaval de Loulé, em 1906, quando as receitas reverteram para o chamado ‘Bodo aos Pobres’. Hoje, uma parte significativa da receita é destinada às várias IPSS do Concelho que colaboram com a Câmara na implementação das políticas sociais que neste momento estão muito presentes”, frisou Vítor Aleixo.
 
Carnaval Infantil, Baile e muito desporto
A par do desfile, a organização do Carnaval de Loulé promove um vasto programa de animação durante estes dias, até porque este evento é o principal cartaz turístico da região durante a época baixa.

Na sexta-feira de manhã, dia 5 de fevereiro, as escolas públicas e privadas do 1º Ciclo e Pré-Escolar do Concelho de Loulé participam em mais uma edição do Carnaval Infantil. Cerca de 3 mil crianças vão encher a Avenida José da Costa Mealha com cor e boa disposição, naquela que é já uma tradição na comunidade escolar. “É uma iniciativa com uma participação muito impactante de todas as escolas e aí há que destacar o papel quer dos pais das crianças que colaboram na preparação dos trajes e, naturalmente, dos professores”, considera o presidente da Autarquia.

Na segunda-feira à noite as atenções centram-se no “Palácio” do NERA onde, a partir das 21h30, tem lugar o famoso “Baile de Gala do Carnaval”. Os visitantes são convidados a mascararem-se a rigor, de acordo com a temática “Os Piratas de Al-‘Ulyá” e a festa promete ser de muito glamour e farta animação, ao som das bandas Orquestra Nuevo Pelikano e do grupo Fora d’Horas.

O CIMAV – Clube Internacional da Marina de Vilamoura organiza um evento incontornável desta época do ano: o Torneio Internacional de Vela do Carnaval. Esta 42ª edição decorre no Campo de Regatas de Vilamoura, nos dias 6, 7 e 8 de fevereiro, e é aberta aos barcos das classes 420, (II) PAN 470, Snipe, F18, Dart 18, Laser 4.7, Laser Radial, Laser Standar Finn, 49er, 49er FX.

No Domingo Gordo de manhã, a Avenida José da Costa Mealha volta a ser palco de mais uma Prova de Atletismo e de Marcha Passeio de Carnaval, numa organização conjunta da Autarquia de Loulé e Associação de Atletismo do Algarve. Na manhã do dia de Entrudo a muito animada Corrida Carnavalesca das Barreiras Brancas desce à cidade para mais um momento hilariante nesta grande festa de Carnaval.

E porque não é só em Loulé que o Carnaval é vivido intensamente, Quarteira e Alte também apresentam os seus corsos que, ano após ano, ganham notoriedade pelas características únicas que encerram.

Carnaval de Loulé-110 anos a marcar o ritmo da folia no Algarve e no País.