quarta-feira, 16 de janeiro de 2019

Museu de Portimão recebe uma réplica da Fragata “L`Hermione”



No próximo dia 23 de janeiro, pelas 16h00, o Auditório Museu de Portimão será palco da cerimónia de doação de uma réplica da Fragata francesa “L`Hermione” por parte da Associação “Union des Français de l’Étranger” (UFE) ao Museu de Portimão.

Após a cerimónia, na qual se inclui um beberete, seguir-se-á na sala do Auditório a apresentação da peça de teatro “La Candidate”, em três atos e um epílogo de Jean FRANCO e Guillaume MALANIE, adaptado por Marie Marthe BOUILLON.

O espólio Museu de Portimão é assim reforçado com a doação da réplica da Fragata “L`Hermione”, um verdadeiro símbolo da luta pela democracia e pelo espírito da lusofonia e francofonia. Passados oito meses e depois dos momentos memoráveis que a visita da Fragata “L`Hermione” proporcionou aos residentes e turistas, a UFE oferece agora uma réplica com cerca de 95 cm que estará exposta no foyer do Auditório e posteriormente integrada no espólio deste equipamento cultural. Um modelo de embarcação realizado com a duração de 900 horas pelo Sr. Puygrenier.
De referir, que a Fragata “Hermione”, o navio que o Marquês de Lafayette usou para chegar à América do Norte, em 1780, visitou Portimão, de 8 a 10 de maio do ano transato. Durante três dias o porto de Portimão recriou o “Village L’Hermione LaFayette” para receber várias dezenas de curiosos e interessados em conhecer a aventura vivida em 1780 pelo Marquês de La Fayette, em direção à América do Norte, incluindo escolas e diversas entidades públicas e governamentais.

Integrada num evento público, a vinda da fragata para Portimão foi uma iniciativa organizada pela delegação algarvia da associação Union des Français de l’Étranger (UFE), que se insere nos valores humanistas portugueses e franceses, sendo esta escala da Hermione vista como uma ocasião perfeita para reforçar a francofonia que há tanto tempo une estas duas nações.


INSCRIÇÕES ABERTAS PARA GRUPOS DE ANIMAÇÃO DO CARNAVAL DE LOULÉ 2019



 Decorrem até ao dia 25 de janeiro as inscrições para as associações, clubes e outras organizações comunitárias que queiram participar no Carnaval de Loulé 2019 com grupos de animação.
No âmbito da elaboração do plano de organização do corso, a Câmara Municipal de Loulé conta, à semelhança dos anos anteriores, com a colaboração e envolvimento dos munícipes em geral, em particular daqueles que se constituem em organizações associativas.
A participação no desfile pode ser feita integrando um carro alegórico ou como grupo apeado. A Autarquia comparticipará e apoiará a elaboração dos fatos e acessórios que os participantes irão usar, de acordo com o tema geral e o tema de cada um dos carros.
Pretende-se pois estimular a imaginação e o convívio entre os participantes, levando as pessoas a criarem grupos foliões que potenciem a interação com o público e que ajudem a transformar o Carnaval de Loulé numa festa com uma expressão popular ainda maior.
Os interessados poderão aceder à ficha de inscrição e normas de participação no site da Autarquia em www.cm-loule.pt
O Carnaval de Loulé é um dos mais populares e emblemáticos eventos do Concelho e, nesse sentido, os responsáveis da Câmara Municipal de Loulé acreditam que a participação pública dos louletanos no desfile constitui um fator determinante para o sucesso do corso, contribuindo para o seu prestígio e projetando-o nos planos turístico e económico.

Refira-se que o Carnaval de Loulé - o mais antigo do país - volta à Avenida José da Costa Mealha nos dias 3, 4 e 5 de março.

segunda-feira, 14 de janeiro de 2019

Concerto de Lura em Lagoa a 19 Janeiro 2019



Assista ao inesquecível concerto de Lura, inserido nas comemorações dos 246 anos da criação do Concelho de Lagoa. 

"... É no palco que Lura se revela por inteiro. E bem podem dizer, os que a viram ao vivo, que já sabem. Não sabem, não. De cada vez que ela sobe ao palco é como se fosse a vez primeira. E é de cortar a respiração. Um furacão rítmico, musical, sensual, um movimento de enlevo nervoso 
e seguro, que conquista o público logo nos primeiros momentos...
Lura, esse furacão físico e vocal, teve mais uma vez um palco nas mãos e uma sala rendida à sua arte. Entre os que levam a sério a palavra espetáculo, ela está na primeira linha..."

// 19 de janeiro no Auditório Carlos do Carmo.

Bilhetes disponíveis em: https://bit.ly/2SMZh5p 

3ª Meia Maratona H2 O em Março



Aceite o desafio! No dia 30 de março calce os ténis e venha correr connosco❗️

Após o sucesso da 2.ª edição, a #FAGAR E. M., em parceria com o Município de Faro e a Associação Atletismo Algarve, lançam agora a 3.ª edição, cheia de novidades e com mais inscrições disponíveis para todos os interessados.

A #21KH2O volta a partir da praia de #Faro, num percurso desafiante e com homologação oficial pela Federação Portuguesa de Atletismo.

Além da distância homologada de #MeiaMaratona, a prova incluirá ainda uma #MiniMaratona de aprox. 10 km e abastecimentos com #ÁguadeFaro, água com selo de excelência.

Regulamento e Inscrições aqui 👉 http://bit.ly/MeiaMaratonaH2O

Mais informações através dos seguintes contactos:
👉 Divisão de Desporto e Juventude da Câmara Municipal de Faro
Telefone: 289 870 843
E-mail: desportoejuventude@cm-faro.pt

👉 Associação Atletismo Algarve
Telefone: 289 824 946
E-mail: aaalgarve@mail.telepac.pt

APRESENTAÇÃO DE “A MAMÃ ESTÁ TRISTE – COMO EXPLICAR A DEPRESSÃO PARENTAL A UMA CRIANÇA”



“LIVROS ABERTOS”: APRESENTAÇÃO DE “A MAMÃ ESTÁ TRISTE – COMO EXPLICAR A DEPRESSÃO PARENTAL A UMA CRIANÇA”

Esta sexta-feira, 18 de janeiro, pelas 18h30, a Biblioteca Municipal Sophia de Mello Breyner Andresen, em Loulé, recebe a apresentação de “A Mamã Está Triste – Como Explicar a Depressão Parental a uma Criança”, de Carla Vicente e Margarida Caria.
Este livro, apoiado pela Aisma – Associação de Intervenção na Saúde Mental do Algarve, é um projeto que pretende atuar no sentido preventivo, dirigido especificamente a crianças, jovens e famílias que se debatem diariamente com a doença mental no seio familiar. Quando uma mãe ou um pai vivenciam uma depressão clínica, as crianças sentem-se tristes e confusas. Este livro interativo pode ajudar a: explicar a depressão e o seu tratamento de um modo simples que a criança entenda; reassegurar a criança que a sua mãe ou pai pode melhorar; explorar as várias emoções sentidas pela criança, ajudando-a a expressá-las e entendê-las; sugerir ideias práticas para lidar com a depressão parental; e atuar como prevenção para minimizar o risco de depressão infantil.
Carla Isabel Vicente é Psicóloga na área clínica, especializada em Necessidades Educativas Especiais. Trabalhou em escolas públicas e privadas, em Portugal e Angola. Faz parte da Aisma – Associação de Intervenção na Saúde Mental do Algarve, como vice-presidente e trabalha com crianças, jovens e famílias, a nível particular. Do trabalho desenvolvido nasce o projeto “A Mamã está Triste”, em parceria com a artista plástica Margarida Caria, dirigido a crianças e jovens que convivem diariamente com a doença mental no seio familiar, e apresentam um maior risco de desenvolver problemas comportamentais, educativos ou sociais.
Maria Margarida Fonseca Caria é Artista Plástica. O desenho e a pintura sempre fizeram parte da sua vida. Ainda na adolescência, entrou no mundo das artes através de cursos e formações em vertentes diferenciadas, desde a pintura em tela, a arte vitral até à tradicional azulejaria. Pertence à direção da Aisma – Associação de Intervenção na Saúde Mental do Algarve, estando à frente do Departamento de Artes. Nasce em 2017 o desafio de ilustrar o livro “A Mamã está Triste”, em parceria com a psicóloga Carla Isabel Vicente, uma vertente que, apesar de inexplorada, foi aceite com entusiasmo, aportando vida, cor e dimensão às palavras deste projeto.

Esta apresentação tem entrada livre.

BTT Rota do Vascão em Abril


Está aí mais uma edição do BTT Rota do Vascão, um evento desportivo, de cariz não competitivo, que pretende dar a conhecer os fantásticos trilhos que acompanham a Ribeira do Vascão e a beleza natural das paisagens da freguesia de Ameixial. Regista já a tua inscrição, pois as mesmas são limitadas a 200 participantes.

Inscrições: https://www.apedalar.pt/eventos/info/2132

Inscreve-te já antes que esgote!

30º Salir TT em Março



Marquem nas vossas agendas. Não vão querer perder a 30ª edição do Salir TT - 02 de março de 2019.

Salir ComVida a um dia de festa bem passado no Coração da Serra do Caldeirão, pelos Trilhos da Capital Algarvia do Todo-Terreno

LOULÉ: TURISMO CULTURAL E ACESSIBILIDADE EM SEMINÁRIO



O ISE - Instituto Superior de Engenharia e o CinTurs - Centro de Investigação em Turismo, Sustentabilidade e Bem-Estar da Universidade do Algarve, em parceria com a Região de Turismo do Algarve  e a Câmara Municipal de Loulé, no âmbito do Ciclo de Conferência em Turismo Acessível e do Curso “Turismo Acessível: Aspetos Urbanísticos e Arquitetónicos”, promovem no dia 31 de janeiro, no Convento do Espírito Santo, em Loulé, a partir das 14h00, o Seminário “Turismo Cultural”. 
O evento arranca com as intervenções de Vítor Aleixo, presidente da Câmara Municipal de Loulé, Fátima Catarina, vice-presidente da Região de Turismo do Algarve, António Mortal, diretor do Instituto Superior de Engenharia, Adriana Nogueira, diretora regional de Cultura, e Patrícia Pinto, presidente do Centro de Investigação sobre o Espaço e as Organizações.
O primeiro painel irá abordar a questão dos espaços museológicos acessíveis e terá como moderadora Ana Carolina Galtarrossa, do Museu Municipal de Loulé. Sandra Brás dos Santos, da Fundação Arpad Szenes – Vieira da Silva, vai falar sobre o projeto “Museu para Todos”. Maria Vlachou, diretora executiva da Acesso Cultura, lança o tema “Do ‘especial’ ao natural – Tornar a diferença mainstream”. Já Dália Paulo e Ana Rosa Sousa, da Câmara Municipal de Loulé, irão falar sobre uma das mais relevantes iniciativas na área cultural levadas a cabo pelo Município - a exposição patente ao público no Mosteiro dos Jerónimos, em Lisboa, sobre os mais de 7 mil anos de História do Concelho. “LOULÉ: Territórios, Memórias e Identidades – sair da caixa para chegar a todos” é o mote desta apresentação.
No segundo painel, moderado por Dália Paulo, os intervenientes irão falar sobre rotas culturais acessíveis. A docente da Universidade do Algarve, Alexandra Gonçalves, traz o tema “Cultura e acessibilidade para todos no Algarve: Mito ou realidade?”. Também professor da UAlg, João Rodrigues, irá falar sobre os aplicativos com preocupações de acessibilidade.
A sessão encerra com a intervenção de duas estudantes PhD Turismo, da Faculdade de Economia da UAlg: Ana Rodrigues, com o tema “Rotas culturais acessíveis no Algarve” e Belmira Antunes, com o tema “Preservação da calçada portuguesa”.
No final haverá um debate.
As inscrições são gratuitas mas obrigatórias através do email cieoinfo@ualg.pt 

Refira-se que este seminário tem como objetivo debater algumas das questões de acessibilidade a espaços culturais e projetos que põem a tónica em tornar a Cultura ao alcance de todos os cidadãos.

CÁ SE FAZ APRESENTA FADISTA SOLANGE SILVA



 A próxima sessão do “Cá se Faz” trará ao Teatro Mascarenhas Gregório a fadista Solange Silva. A iniciativa, promovida pela Câmara Municipal de Silves, irá realizar-se no dia 1 de fevereiro, pelas 21h30.
Os bilhetes têm um custo associado de 5 euros, podendo ser adquiridos através da bilheteira online BOL (em https://www.bol.pt/Comprar/Pesquisa?q=&dist=8&e=5365) ou num dos seguintes locais: FNAC, Worten, El Corte Inglés, CTT Correios, Pousadas da Juventude, Quiosques Serveasy. No caso de existirem, ainda, bilhetes disponíveis no dia 1 de fevereiro, os mesmos poderão ser adquiridos no local.
+ info: Sector de Cultura da CMS | tel.: 282 440 800 | email: cultura@cm-silves.pt

» sobre Solange Silva
Solange Silva tem 26 anos e, apesar de ser natural de Portimão, foi na vila de Pêra que cresceu. 
Amante do fado desde tenra idade, foi aos 15 anos que ganhou verdadeiro interesse por este estilo musical, ao participar no seu primeiro concurso de fado, onde conquistou o 3.°lugar. 
A partir de então, a par de uma ocupação profissional a tempo inteiro, começou a cantar em restaurantes e em alguns espetáculos de rua.  
Há dois anos fez uma pausa no mundo do fado, para ser mãe.

Costuma dizer «sou muito feliz pelo que conquistei ao longo da vida e o Fado é a maneira mais próxima que tenho de transmitir isso ao coração das pessoas que gostam de mim e de me ouvir».

CINEMA LATINO E IBERO-AMERICANO REGRESSA AO CINE-TEATRO LOULETANO



A edição deste ano da Mostra de Cinema América Latina será de 24 a 27 de janeiro (quinta-feira a domingo), no Cine-Teatro Louletano, e resulta de uma coapresentação com o Cinema São Jorge, únicos locais do País onde tais obras são exibidas (Lisboa e Loulé).  
A 9ª edição desta mostra cinematográfica traz, assim, a esta sala de espetáculos uma seleção de cinema ibero-americano, com quatro filmes e dois documentários.
A programação arranca com “Alanis”, do realizador argentino Anahí Berneri. Alanis trabalha como prostituta. Vive com o seu bebé e Gisela, uma mulher mais velha, no chamado “apartamento-privado” da baixa de Buenos Aires, onde recebe os clientes. Um dia, dois inspetores municipais, disfarçados de clientes, entram no apartamento, encerram o espaço e prendem Gisela, acusada de tráfico humano. Alanis, carregada de mentiras e “vestida” com roupa de trabalho, procura a ajuda da tia, a viver na Praça Miserere. A partir deste bairro multirracial e violento, Alanis tenta sobreviver, ao mesmo tempo, que cuida do seu filho e arranja maneira de ajudar a amiga. Na rua tenta vender o melhor que sabe fazer. Mas a rua tem regras e Alanis tem que encontrar o seu lugar. A exibição terá lugar a 24 de janeiro, quinta-feira, pelas 21h00.

sexta-feira, 11 de janeiro de 2019

“LIVROS ABERTOS” COM DANIEL NORTE GIEBELS



Esta sexta-feira, 11 de janeiro, às 18h30, a Biblioteca Municipal Sophia de Mello Breyner Andresen, em Loulé, recebe mais uma sessão da rubrica “Livros Abertos”. Neste momento será apresentado o livro “A Inquisição de Lisboa (1537-1579)”, de Daniel Norte Giebels.
Muitas páginas foram escritas sobre o impacto da atividade da Inquisição portuguesa. Poucas, porém, revelam o interior dos seus tribunais distritais, sendo o de Lisboa aquele que, até à publicação desta obra, menos se conhecia e, no entanto, mais importava conhecer, considerando a precedência e centralidade que assumiu durante o processo de estabelecimento da Inquisição em Portugal. O livro que o leitor tem agora em mãos é, afinal, o primeiro estudo monográfico sobre a
Inquisição de Lisboa. A abordagem quis-se inédita, procurando uma visão integral do funcionamento do tribunal entre 1537 e 1579, recorrendo a um exaustivo trabalho de levantamento de fontes régias, eclesiásticas e inquisitoriais, como os 3000 processos que se consultaram.
O leitor poderá conhecer quem eram os servidores que compunham os quadros humanos do tribunal, as funções que desempenhavam, os vencimentos que auferiam, as suas proveniências familiares, profissionais e académicas. Será depois convidado a visitar os recantos do auditório e cárceres, testemunhando as vivências que enchiam esses espaços. De seguida, deter-se-á, certamente, nos balanços de receita e despesa que nem sempre viabilizaram o seu funcionamento. Terminada esta incursão pela organização interna, observará, finalmente, a máquina inquisitorial em atividade, desde os mecanismos de vigilância à prática processual e penal. Transversais a toda a leitura, as relações que o tribunal foi estabelecendo com outros poderes, como a Coroa, a Igreja, as Ordens Religiosas e Militares.
Daniel Norte Giebels doutorou-se em Altos Estudos em História – época moderna, pela Universidade de Coimbra, com tese desenvolvida com recurso a uma bolsa da FCT e aprovada com Distinção e Louvor por um júri internacional de especialistas sobre a Inquisição. Fez o mestrado em História Moderna na mesma universidade e licenciou-se em Património Cultural pela Universidade do Algarve. O seu percurso académico e científico, enquanto investigador do Centro de História da Sociedade e da Cultura (UC) e do Centro de Estudos de História Religiosa (UCP), tem sido dedicado ao estudo da Inquisição e da Igreja em Portugal, com trabalhos publicados em revistas científicas e em conferências nacionais e internacionais. Em 2015, foi covencedor do 1º Prémio Nacional de Ensaio Histórico António Rosa Mendes com a obra “D. João de Melo e Castro (? – 1574) - Estudo prosopográfico e reconstituição das dinâmicas de poder em Portugal de meados do século XVI”.
A apresentação da obra estará a cargo de Nelson Vaquinhas.
A venda de livros estará assegurada pela Livraria Papelnet.

A entrada livre.

BILHETES PARA JAZZ NAS ADEGAS COM QUARTETO ANA ALVES JÁ ESTÃO À VENDA




Nos dias 09 e 10 de fevereiro o Jazz nas Adegas levará o Quarteto Ana Alves à Quinta do Barradas, onde atuará pelas 21h00 e 17h00, respetivamente. Os bilhetes já estão à venda.
Esta atividade, organizada pela Câmara Municipal de Silves, integra, mais uma vez, a programação cultural 365 Algarve e conta com produção artística do Ginásio Clube de Faro. Trata-se de uma iniciativa que pretende dinamizar culturalmente os locais onde se produzem os Vinhos de Silves, numa simbiose entre o vinho, o seu produtor e a música, proporcionando uma experiência única ao público, em locais pouco usuais para a apresentação de um concerto de Jazz.
Os concertos são, como habitualmente, acompanhados de provas dos vinhos produzidos pelas adegas anfitriãs, e contemplam ainda a degustação de tapas de produtos locais, num conceito de reconhecido sucesso que marca a oferta cultural de qualidade na época baixa de procura turística pelo Algarve.
Os ingressos têm um custo associado de 12 euros (inclui, para além do concerto, prova de vinhos do produtor, degustação de tapas de produtos locais, voucher de visita ao Castelo e Museu Municipal de Arqueologia e a oferta de uma garrafa de vinho), encontrando-se à venda na plataforma BOL em https://www.bol.pt/Comprar/Pesquisa?q=jazz+nas+adegas&dist=0&e=0 ou num dos seguintes locais: FNAC, Worten, El Corte Inglés, CTT Correios, Pousadas da Juventude, Quiosques Serveasy. O evento destina-se a maiores de 18 anos.
As próximas sessões do Jazz nas Adegas terão lugar nos seguintes dias/locais e com os seguintes artistas:
22.fev. 21h00 | 23.fev. 17h00
Analog Music Project
Quinta Rosa, Silves
Marca: JAAP

08.mar. 21h00 | 09.mar. 17h00
Paulo Strak Trio
Herdade Barranco do Vale, SB Messines
Marca: Herdade Barranco do Vale

15.mar. 21h00 | 16.mar. 17h00
Tamal Hot Band
Quinta de Mata Mouros, Silves
Marcas: Euphoria, Imprevisto e Convento do Paraíso

12.abr. 21h00 | 13.abr. 17h00
Mo Francesco Quintetto
Quinta da Malaca, Pêra
Marcas: Malaca e Vale de Parra

26.abr. 17h00 
Rerum Ensemble
Corticeira Amorim, Silves

17.mai. 21h00 | 18.mai. 17h00
Desidério Lázaro Trio
Quinta do Barranco Longo, Algoz
Remexido, KO, Barranco Longo e QUÊ

25.mai. 17h00
Miss Manouche
Castelo de Silves
+ Info: Sector de Turismo da CMS | tel.: 282 440 800 | email: turismo@cm-silves.pt
ANA ALVES
Ana Alves frequentou a Escola de Jazz do Hot Clube de Portugal onde trabalhou com os grandes nomes do Jazz nacional. Obteve o 3.º lugar no Festival RTP da Canção, interpretando uma música da autoria de Maria Guinot. Gravou duas músicas de autoria de Sérgio Godinho, para a banda sonora do filme “Amor à Primeira Vista”, realizado por Joaquim Leitão. Actuou com a Orquestra “Speakeasy Blue Notes” e, na Expo'98, com o trio do pianista João Maurílio.
O Quarteto Ana Alves apresenta os clássicos de Jazz que se tornaram imortais ao longo do tempo, e a que ninguém pode ficar indiferente.

QUINTA DO BARRADAS
Localizada na freguesia de Silves, no Sítio da Venda Nova, a uma cota de altitude de 60 metros, com predominância de ventos norte, favoráveis a vinhos mais frescos, a Quinta do Barradas realiza manualmente todo o trabalho na vinha.
Luís Pequeno, seu proprietário, começou a plantar em 2006, com as castas Touriga-Nacional, Syrah e Aragonez, tendo feito a primeira vindima quatro anos depois e não tendo parado desde então.

A Quinta do Barradas também dispõe de um restaurante, onde é possível degustar a comida acompanhada pelos vinhos produzidos na propriedade.

Museu de Portimão inaugura exposição “O Desporto na Filatelia Portuguesa”



Apresentação de inteiro postal
e carimbo comemorativo “Portimão CED 2019”

19 de janeiro – 16h00 – Museu de Portimão


Uma das primeiras iniciativas relacionadas com o projeto Portimão – Cidade Europeia do Desporto 2019 será a apresentação de um inteiro postal e carimbo comemorativo do evento, marcada para as 16h00 de 19 de janeiro no Museu de Portimão.

Este será o ponto de partida para a inauguração da mostra “O Desporto na Filatelia Portuguesa”, composta por parte da coleção do Museu Nacional do Desporto e que cobre 120 anos de emissões filatélicas nacionais sob temática desportiva. 

Os selos expostos evocam alguns dos eventos mais representativos, instituições e individualidades que marcaram o fenómeno desportivo português desde os finais do século XIX até à atualidade.

A coleção inicia com as emissões de porte franco da União de Atiradores Civis Portugueses entre 1899 e 1910. De entre os exemplares reunidos, merece igualmente destaque um datado de 1928 e que pode ser considerado o primeiro selo português com temática desportiva, sendo pioneiro a nível mundial na utilização dos anéis olímpicos na filatelia. A emissão em causa destinava-se a apoiar financeiramente a participação de uma seleção portuguesa nas Olimpíadas de Amsterdão.

A filatelia de temática desportiva só começa a evidenciar-se a partir da década de 1950, sendo o Campeonato do Mundo de Hóquei em Patins de 1952 a primeira competição realizada em Portugal e assinalada em selo. Outras emissões interessantes que constam da mostra são diversos selos que circularam nas antigas colónias/províncias ultramarinas.

Esta mostra filatélica é complementada e valorizada, através de um conjunto de painéis de grande formato, nos quais o Museu de Portimão pretende estabelecer e destacar uma relação de proximidade entre a temática dos desportos imanada de alguns dos selos expostos e os espaços, associações, clubes e atletas, que têm vindo a utilizar o território do Município para a prática desportiva.

Motivos de interesse não faltam na exposição, patente até 24 de fevereiro sob organização conjunta da Câmara Municipal de Portimão/Museu de Portimão e CTT – Secção de Filatelia, em colaboração com a AFAL - Associação Filatélica Alentejo-Algarve.

De referir ainda, como resultado da colaboração entre o Município e a AFAL, a existência de uma flâmula com o logo marca de “Portimão Cidade Europeia do Desporto 2019” a ser aposta em toda a correspondência enviada das centrais de distribuição de Lisboa, Porto e Coimbra que obliteram diariamente, cerca de 20.000 cartas e postais.

Comemorações do Feriado Municipal 2019


Programa

dia 12 (sábado)
15h00 - Encontro de Janeiras 
              Centro Comunitário Multisserviços de Budens - (org: Junta de Freguesia de Budens e Santa Casa da Misericórdia de Vila do Bispo)

dia 13 (domingo)
15h00 - Inauguração da 20ª Mostra de Artistas do Concelho de Vila do Bispo
             Centro de Interpretação de Vila do Bispo

dia 19 (sábado)
14h30 - Cerimónias Oficiais
              Entrega dos Prémios de Aproveitamento Escolar - ano letivo 2017-2018
              Homenagem aos Funcionários do Município que se reformaram no decorrer de 2018
           Salão Nobre da Câmara Municipal de Vila do Bispo
21h30 - Concerto UHF*
              Pavilhão Multiusos de Sagres (recinto da antiga Escola Primária)
              entrada livre | lotação limitada aos lugares existentes 

dia 20 (domingo)
09h30 - Marcha Corrida em Burgau  (concentração junto à Escola Primária)

dia 22 (terça) - Feriado Municipal
09h00 - Hastear da Bandeira - Hino Nacional (Banda Filarmónica 1º de Maio - Lagos)
              Largo do Município
09h30 - Sessão Solene da Assembleia Municipal de Vila do Bispo
             Salão Nobre da Câmara Municipal de Vila do Bispo
11h00 - Celebração da Eucaristia seguida da Procissão de S. Vicente
              Igreja Matriz de Vila do Bispo

LOULÉ RECEBE SESSÃO DE ESCLARECIMEMTO SOBRE PROGRAMA “EUROPA CRIATIVA”




O Centro de Informação Europa Criativa em Portugal (CIEC) e a Câmara Municipal de Loulé realizam no próximo dia 16 de janeiro, pelas 10h00, no Auditório do Convento do Espírito Santo, em Loulé, uma sessão de informação relativa ao Programa “Europa Criativa” da União Europeia. 
Com uma dotação orçamental de 1500M€ para o período de 2014 – 2020, o “Europa Criativa” é o único programa da União Europeia exclusivamente destinado a apoiar os sectores cultural e criativo. Esta será a terceira sessão de informação que decorrerá na região do Algarve, depois de 2014 e 2017.
A sessão, destinada a todos os profissionais destas áreas, decorrerá no modelo de “Open day”, designação utilizada pelo CIEC para este tipo de sessões, que consiste na apresentação do Programa “Europa Criativa” e seus Subprogramas Cultura e MEDIA na parte da manhã, seguindo-se reuniões individuais com potenciais interessados, a decorrer no período da tarde (as marcações são efetuadas no local a pós a sessão de informação.)
A comunicação durante a manhã irá incidir na apresentação das linhas de financiamento dos Subprogramas MEDIA e CULTURA. Pretende-se dotar os agentes culturais de informação que os permita identificar, num primeiro momento, de forma eficaz, quais as possibilidades de enquadramento dos seus projetos, bem com as possibilidades de preparação de projetos futuros. Será efetuado um breve enquadramento do Programa “Europa Criativa”, seus principais objetivos e prioridades, seguido da apresentação das linhas de financiamento dos subprogramas MEDIA e CULTURA, incidindo nos critérios de elegibilidade e de avaliação. Serão ainda identificadas boas práticas na elaboração da candidatura, recorrendo quer a exemplos de sucesso, quer aos principais problemas apontados pelos peritos nos relatórios de avaliação de candidaturas submetidas em calls anteriores.
O Centro de Informação Europa Criativa tem como função principal a difusão da informação sobre o Programa “Europa Criativa” junto dos profissionais dos sectores cultural e criativo, a promoção e divulgação do acesso ao mesmo e a prestação de apoio a candidatos ou outros interessados nas atividades do Programa.

A participação é gratuita mas sujeita a inscrição através do email geral@europacriativa.euu